more from
Spring Toast Records

Vida Salgada

by Filipe Sambado

supported by
/
  • Includes unlimited streaming via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.

    Download includes the cassette! send your address

     €8 EUR  or more

     

  • Cassette

    Includes unlimited streaming of Vida Salgada via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.
    ships out within 5 days

     €8 EUR or more

     

1.
03:32
2.
03:25
3.
05:22
4.
5.
6.
03:16
7.
8.
9.

credits

released March 25, 2016

O disco foi gravado na sala da maternidade. Produzido pelo Filipe Sambado, misturado pelo Alexandre Pereira, com o apoio criativo do Luís Barros e masterizado pelo Rui Antunes.
O Disco é dedicado ao meu tio Rui Sambado.
Obrigado aos meus amigos, à minha família e em especial à Maria Leite por todo o apoio, amor e paciência.

SPT002 - Spring Toast Records
Agenciamento - Maternidade

tags

license

all rights reserved

feeds

feeds for this album, this artist

about

Filipe Sambado Lisbon, Portugal

contact / help

Contact Filipe Sambado

Streaming and
Download help

Redeem code

Track Name: Moda
Não aliso pregas nem rugas da roupa
Coloca-me as vestes na pele que sufoca
Veste-me a dourado o azul da emoção
Quero ir bonito manter a ilusão
Que um pano de chita me tire deste frio
Já tou cheio de roupa mas continuo vazio
Haja um pano de chita que me tire deste frio
Já tou cheio de roupa mas continuo vazio

O mal desta moda é julgar que convém
Andar bem vestido e sofrer por alguém
O mal desta moda é julgar que convém
É julgar que convém

Escolho o casaco, visto as calças
A malha fica-me bem
Corto o cabelo, aparo a barba
E pinto as unhas também
Escolho o casaco, visto as calças
A malha fica-me bem
Corto o cabelo, aparo a barba
E pinto as unhas também
A condição desta pele é saber que ninguém
A sente como eu nem a veste tão bem

O mal desta moda é julgar que convém
Andar bem vestido e sofrer por alguém
O mal desta moda é julgar que convém
É julgar que convém
Track Name: Tou Confuso
Tou confuso porque é que é bom mas sabe mal
Como é que toda a gente diz que isto é normal
Curva longa não percebo qual é o jeito
Inclinamos p'ra esquerda viramos p'ro lado direito

Já tamos habituados a viver com dores no peito
Dizer o que já foi dito fazer o que já foi feito

Desta feita à sexta ainda não foi de vez
Tou crescido mas não sei fazer as contas que Deus fez

Ainda se acusa tanto essa pressão de ser igual
Olha que eu gosto mais de açucar e tu gostas mais de sal
Nem tudo o que pensas hoje tens de pensar depois
Ontem eramos só um hoje já somos os dois

Já tamos habituados a viver com dores no peito
Dizer o que já foi dito fazer o que já foi feito

Desta feita à sexta ainda não foi de vez
Tou crescido mas não sei fazer as contas que Deus fez